Quem sou eu

Minha foto
Itabuna, Bahia, Brazil
Licenciada em Química pela Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc- Bahia); Mestre em Ensino de Ciências pela Universidade de São Paulo (USP); Professora do ensino Fundamental e Médio há 12 anos. Trabalha com Jogos e atividades lúdicas no ensino de Ciências, especialmente a Química.

sexta-feira, 6 de dezembro de 2013

O PROQUIM em ação: ressignificando o conceito de transformação no ensino médio

Por : 
Michele Marcelo Silva Bortolai

Esta Dissertação tem por objetivo analisar a ressignificação do conceito de transformação presente na estrutura cognitiva dos educandos de primeiro ano de Ensino Médio, de uma escola da rede pública estadual da cidade de São Paulo, sendo 53 alunos do ano de 2006 e 83 alunos do ano de 2007. Para tanto, o elemento norteador das atividades propostas para coleta de dados, foi o material instrucional intitulado PROQUIM, desenvolvido na década de 1980, conforme as teorias construtivistas. O mesmo foi utilizado porque promove a construção do conhecimento a partir de atividades desenvolvidas individual e coletivamente, possibilitando ao professor a mediação entre o conhecimento já instituído e a construção do conhecimento escolar, onde é sabido da existência de relações colaborativas entre educandos e educadores. Assim, para atingir o objetivo proposto nesta investigação de abordagem qualitativa, a pesquisadora observou por meio do método dialético que as relações dialógicas mantidas entre educandos e educadores influenciaram os processos de ensino e aprendizagem, facilitando a inclusão de novos atributos ao conceito que estava sendo referenciado, promovendo assim, o desenvolvimento de ações mais reflexivas para a resolução de situações propostas. Deste modo, as atividades que foram sendo apresentadas aos alunos partiram da existência de um conhecimento mais abrangente, para o estabelecimento de conceitos mais específicos. Portanto, estes adolescentes foram expostos a conflitos cognitivos, em suas zonas de desenvolvimento proximal, estabelecendo uma relação colaborativa entre seus pares e a professora na procura pela construção do conceito verdadeiro. A formação do conceito na estrutura cognitiva passa por diversas etapas até o estabelecimento de sua concepção, ou seja, quando o conceito ainda não está estabilizado no pensamento, o sujeito procura observar, macroscopicamente, as características do objeto sob estudo para depois poder atribuir-lhe características mais específicas. Com efeito, estes conflitos cognitivos permitiram que a pesquisadora observasse as mensagens dos educandos, que expressavam suas concepções a respeito do conceito de transformação e sua crescente modificação através das relações colaborativas ocasionadas pela busca do conhecimento. Desta análise conclui-se que parte dos educandos conseguiu estabelecer relações distinguíveis entre os aspectos dos sistemas sob processo de transformação, antes e após a modificação ter-se sucedido. Outra parte dos educandos demonstrou a necessidade de outros contextos de aprendizagem, a fim de favorecer o estabelecimento em suas estruturas cognitivas, do conceito de transformação dos materiais.



Para acessar a dissertação dessa autora vejam o link: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/81/81132/tde-04082010-114620/pt-br.php

Nenhum comentário:

Postar um comentário